Como escolher a furadeira correta para as minhas atividades?

    0
    235

    A furadeira é uma ferramenta que transformou-se em peça fundamental para a execução de diversos tipos de atividades. Em virtude disso, é mega importante identificar qual é a furadeira correta para cada tipo de aplicação. 

    Criada em 1889, a furadeira, prontamente, revelou ser indispensável em todos os setores, não apenas para os mais profissionais, como também para os reparos mais simples.

    É possível encontrar diversos modelos de furadeiras disponíveis no mercado, tanto para uso doméstico, como para uso profissional.

    Para te ajudar a encontrar a melhor furadeira para as suas atividades, separamos 6 tópicos que fazem toda a diferença durante as buscas, para acabar de uma vez por todas com as dúvidas.

    Se o seu objetivo é comprar uma furadeira, é só conferir as dicas abaixo para chegar até a máquina ideal:

    1) Identificar a aplicação

    Primeiramente é preciso reconhecer qual será o material utilizado no seu tipo de trabalho. A furadeira será aplicada em madeira, alvenaria, concreto ou metal? 

    Na imagem, uma furadeira perfura madeira.
    Distinguir qual será o material utilizado nas atividades é crucial!

    Essa diferenciação é importante para não investir em uma máquina que force demais o seu material, danificando-o.

    Outro erro muito comum, é adquirir uma máquina que seja muito fraca para trabalhar com determinado material, ao ponto de não ultrapassar a superfície.

    Para identificar a aplicação, lembre-se de responder a seguinte pergunta: eu vou utilizar a furadeira em materiais mais duros ou mais leves?

    2) Definir o tipo de uso

    Depois de estabelecer os materiais, chegou a hora de identificar qual será o tipo de atividade exercida. 

    O seu objetivo é desempenhar reparos domésticos no dia a dia ou exercer atividades profissionais?

    Para encontrar a furadeira correta, é preciso identificar o tipo de uso. Na imagem, um homem segura uma furadeira, apoiando a broca em uma superfície.
    É preciso definir o tipo de uso de uma furadeira: doméstico, hobbista ou profissional.

    Uma furadeira ‘menos’ potente, é suficiente para atender as necessidades dos usuários que optam por exercer as atividades domésticas e hobbistas.

    Já os trabalhos mais profissionais, exigem máquinas mais potentes e que funcionem por mais tempo.

    3) Estabelecer a frequência de uso 

    A frequência de uso também é um fator determinante no momento de escolher a furadeira correta.

    As atividades de longa duração, demandam uma potência muito maior do que aquelas realizadas em um curto espaço de tempo.

    Os trabalhos hobbistas e domésticos, são realizados em menor tempo e cobram o uso de uma furadeira com menor impacto, por tratar de materiais mais leves. 

    Para determinar qual é a furadeira correta, é necessário estipular a frequência de uso da máquina. Na imagem, uma pessoa está segurando a furadeira, perfurando uma parede.
    É preciso estipular a frequência de uso de uma furadeira.

    Diferentemente das atividades profissionais e industriais, que exigem o uso de furadeira por muito mais tempo e com maior potência, como nos processos de construção civil, por exemplo.

    A máquina precisa ser potente o suficiente para aguentar quanto tempo for necessário para que o usuário finalize suas atividades.

    4) Estipular a potência necessária

    Todas as furadeiras são elétricas, podendo ser 110V ou 220V. Mas o que diferencia as furadeiras, além da voltagem, é a potência aplicada e a função de impacto. 

    Essa função de impacto, proporciona golpes produzidos pela máquina, a fim de facilitar a entrada da broca nos materiais mais resistentes, como alvenaria e concreto.

    Nas furadeiras com impacto, quanto maior for a potência, maior será a rotação e, consequentemente, a produtividade de trabalho. 

    Para definir qual é a furadeira correta, é preciso determinar a potência necessária durante as aplicações. Na imagem, uma broca perfura uma superfície de metal.
    Para investir na furadeira correta, é preciso determinar qual será a potência necessária durante as atividades.

    Em pequenos consertos, uma furadeira de 350 a 400 watts de potência, é suficiente.

    Nas atividades de hobby ou até mesmo para os profissionais autônomos, as máquinas de 550 a 660 watts, costumam dar conta do recado.

    atividades de hobby ou até mesmo para os profissionais autônomos, as máquinas de 550 a 660 watts, costumam dar conta do recado.

    Agora, para as atividades mais pesadas, as furadeiras profissionais acima de 680 watts, são as recomendadas para desempenhar tais funções. 

    5) Tipos e dimensões do mandril

    O mandril também é um aspecto que vale a pena levar em consideração durante a pesquisa, pois existem as furadeiras com mandril comum e aquelas com mandril de aperto rápido.

    O  comum, é aquele em que existe a necessidade do uso de chaves para apertar ou retirar determinado acessório da máquina, como uma broca ou parafuso. 

    Já o mandril de aperto rápido, dispensa o uso de chaves, ou seja, o usuário é capaz de inserir, retirar ou apertar o acessório utilizando somente as mãos. 

    A imagem mostra dois tipos de mandris disponíveis: o mandril de aperto rápido à esquerda e o mandril de aperto comum, à direita.
    À esquerda, um mandril de aperto rápido e à direita, um mandril comum.

    Além disso outra questão importante, relacionada ao mandril, está na dimensão ou tamanho da peça. 

    Um mandril de 3/8” polegadas é capaz de trabalhar com brocas de até 10 mm, os de 1/2” com brocas de até 13 mm e os de 5/8” com brocas de até 16 mm.

    Algumas furadeiras ainda possuem sistema de reversão ou giro reversível, para auxiliar na retirada da broca, em caso de travamento na máquina.

    6) Explorar os modelos disponíveis

    Depois de analisar todas as questões acima, precisamos explorar os modelos de furadeiras disponíveis no mercado.

    Ao buscar uma máquina, priorize aquelas que ofereçam peso reduzido e pegada ergonômica e emborrachada, para trabalhar com maior segurança e conforto.

    Antes de escolher a furadeira correta, é preciso explorar os modelos disponíveis no mercado. Na imagem, uma pessoa pressiona uma furadeira contra uma parede.
    Conheça os modelos de furadeira disponíveis no mercado.

    Lembre-se também de considerar a quantidade de impactos por minuto (caso escolha uma furadeira de impacto) e a capacidade de perfuração nos materiais. 

    Saiba mais sobre os modelos de furadeiras aqui.

    Conclusões:

    E aí, já sabe como escolher a furadeira correta? Quer dar uma recapitulada rápida?

    Sabemos que antes de procurar pela furadeira ideal, precisamos identificar quais serão os materiais utilizados e quais serão os tipos de atividades exercidas: doméstica, hobbista ou profissional.

    Depois, é preciso estabelecer a frequência de uso da máquina, sendo baixa, média ou alta e estipular a potência necessária para realizar as aplicações.

    Por fim, basta identificar quais são os tipos e as dimensões do mandril e explorar os modelos disponíveis no mercado. 

    Agora, que tal realizar a busca na prática? A Mega Loja disponibiliza diversos modelos da ferramenta para que você possa encontrar o modelo ideal.

    Clique no link http://bit.ly/2C5EPpC e encontre a sua furadeira!

    Deixe uma resposta