Rodas e Rodízios: como escolher as peças corretas?

0
172

As rodas e os rodízios são instrumentos que estão presentes em toda a parte: em móveis, carrinhos, em equipamentos de estúdios de televisão, entre muitos outros ambientes.

As peças variam de acordo com o estilo, design, cores, materiais de fabricação e funcionalidades, por isso é super importante avaliar os aspectos certos.

A imagem exibe diversos tipos de rodas e rodízios, contando com materiais e cores diferentes.
Rodas e rodízios de diferentes tipos de materiais.

Escolher as peças até pode parecer uma tarefa fácil, mas para que você possa encontrar a melhor opção e ainda obter durabilidade, segurança na movimentação, entre outras qualidades, é preciso avaliar 4 informações.

Leia o conteúdo abaixo:

Calcular a carga por roda

Antes de mais nada, precisamos estabelecer a carga que será aplicada sobre cada roda ou rodízio, a partir das condições de uso do equipamento onde serão instalados.

O objetivo principal desse cálculo, é evitar exceder os limites da capacidade de cargas das peças, proporcionando assim, uma melhor performance. 

Para calcular a carga, é necessário utilizar a fórmula abaixo:

A imagem mostra a fórmula certa para calcular a carga sobre roda.
Fórmula indicada para calcular a carga sobre roda.

O ‘C’ indica a carga por roda ou rodízio (kg), o ‘PE’ designa o peso do equipamento ou da estrutura utilizada (kg) e o ‘PMC’ aponta o peso máximo da carga a ser transportada (kg). 

O ‘S’, por sua vez, determina o coeficiente de segurança, enquanto o ‘N’ aponta o número de rodas ou rodízios utilizados. 

No momento do cálculo, é importante que o valor do coeficiente de segurança, identificado como ‘S’, resulte em uma numeração entre 1,0 a 2,0, de acordo com as condições da aplicação.

Para que você entenda melhor sobre essas condições, confira a tabela abaixo:

  • O número 1 indica que a carga seja praticamente estática;
  • Já a numeração 1,33 mostra que o uso seja frequente e que as movimentações aconteçam em pisos lisos;
  • A numeração 1,5 determina que o uso também seja frequente, porém, que as movimentações aconteçam em pisos irregulares;
  • E o número 2,0 demonstra que o uso seja severo, ou seja, em velocidade acima de 10 km/h, utilizando cargas sólidas ou líquidas ou que haja a necessidade de deslocamentos em ambientes variados.

Condições do ambiente

O segundo passo é considerar as condições do ambiente em que as rodas e rodízios serão utilizados.

Para isso é necessário determinar os índices de temperatura (mínimas e máximas) e a presença de produtos químicos que promovem contaminações.

Os cabeçotes de giro e os rolamentos de esferas dos rodízios, geralmente, contam com lubrificação capaz de suportar desde as temperaturas mais baixas, como 0ºC, até as mais elevadas, tais como 100ºC.

Em ambientes úmidos ou em locais que contenham produtos químicos agressivos, os rodízios com garfos de aço inoxidável são as melhores soluções.

Condições do piso

O terceiro passo para escolher as rodas e os rodízios ideais para suas aplicações, é analisar o tipo e as condições do piso em que serão utilizados, atentando-se as irregularidades e obstáculos.

Ao escolher a peça correta, é preciso distinguir aquela que apresente o material mais adequado para não danificar o piso.

Além disso é super importante identificar a resistência do material, para que possamos entender até que ponto ele é capaz de suportar a agressividade da superfície, os obstáculos e as movimentações.

Se o seu objetivo é minimizar as vibrações durante a movimentação, opte por investir em rodas mais macias e em rodízios com molas.

Tipos de mancais de rolamentos

O último passo é entender quais são os mancais de rolamentos disponíveis no mercado.

Existem 5 tipos de mancais de rolamentos: os de furo passante, bucha de nylon e de bronze, rolamentos de roletes e de esferas. 

Os setores que exigem cargas mais leves e baixo índice de movimentação, utilizam as rodas com furo passante ou de bucha de nylon.

A imagem exibe 4 rodas e rodízios mostrando o tipo de mancais de cada um deles.
Alguns tipos de mancais.

Já nas atividades em condições de muita umidade ou temperaturas extremas, visam utilizar os mancais em buchas de bronze. 

Em atividades que operam com cargas leves e médias, os rolamentos de roletes são as melhores opções, facilitando o manuseamento dos equipamentos com tração manual.

Para os trabalhos que estejam diretamente em contato com todas as faixas de cargas (leve, média ou severa), os rolamentos de esferas são excelentes, oferecendo melhor movimentação, resistência e durabilidade. 

Quer saber mais sobre rodas e rodízios? Clique aqui.

Conclusão:

No texto identificamos que para selecionar a peça ideal, precisamos observar 4 aspectos que exercem grande influência no momento da compra.

É preciso calcular a carga por roda, verificar as condições do ambiente e do piso em que as rodas e os rodízios estarão em contato e os tipos de mancais de rolamentos disponíveis.

*Todas as informações foram retiradas do catálogo de produtos da Schioppa.

E aí, ficou mais fácil escolher suas rodas e rodízios? Sim? Então clique aqui e comece a testar os seus conhecimentos na prática! 😄 

Deixe uma resposta