Quais são os 3 sistemas individuais de proteção contra quedas?

Considera-se trabalho em altura, todas as atividades executadas em níveis iguais ou superiores a 2 metros, onde exista risco de queda capaz de causar lesões aos trabalhadores.

Os riscos estão presentes em vários ramos de atividades e em diferentes tipos de tarefas, por isso, é preciso tomar as medidas preventivas cabíveis para não arriscar a sua segurança ou a segurança de seus funcionários. Pensando nisso, surgiu a necessidade de criar métodos seguros e soluções em equipamentos para as atividades em altura. 

Conheça os equipamentos que minimizam os riscos de acidentes:

QUAIS SÃO OS SISTEMAS INDIVIDUAIS DE PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS?

Para o trabalho em altura acontecer, é necessário utilizar todos esses sistemas de proteção:

Sistema individual contra quedas em trabalho em altura.
Sistemas individuais da segurança.

PONTO DE ANCORAGEM

A atividade em altura só poderá ser realizada quando houver um ponto de ancoragem. Sem ele, a atividade torna-se impossível. Por esse motivo, o ponto de ancoragem (PA) deve ser escolhido e analisado de maneira criteriosa por profissionais experientes no assunto.

Pontos de ancoragem para trabalho em altura.
Pontos de ancoragem (PA) para trabalhos em altura.

O ponto de ancoragem é o responsável por manter o trabalhador intacto durante a prática, suportando o peso do operador e a carga mais alta prevista para ele, como por exemplo, em caso de quedas. Os pontos de ancoragem podem ser classificados em 3 tipos: naturais, artificiais e estruturais.  

ELEMENTOS DE LIGAÇÃO

Os elementos de ligação são conhecidos como: talabartes trava quedas. Ambos possuem a mesma função: impedir quedas.

talabarte funciona como um dispositivo cuja função é conectar o cinto do usuário ao ponto de ancoragem para a retenção de quedas em movimentação vertical e horizontal. Seus principais modelos são: simples, duplo e de posicionamento. 

Elementos de ligação para trabalhos em altura.
Elementos de ligação: talabarte e trava quedas.

Já o trava quedas é o dispositivo que também está vinculado com o cinturão de segurança, porém, ao sofrer um impacto, trava automaticamente e impede qualquer tipo de movimentação ou queda do operador. 

CINTO PARAQUEDISTA

Os cintos de segurança possuem um papel fundamental para a segurança das atividades em altura. O cinto possui como principal função, criar pontos de conexão no corpo do trabalhador e distribuir o impacto provocado por uma queda ao longo dos pontos.

Cintos de segurança paraquedistas para trabalhos em altura.
Modelos de cintos de segurança paraquedista para altura.

Existem vários modelos de cintos para que você possa encontrar a opção perfeita para o seu tipo de trabalho. Estão disponíveis nos modelos em H e Y e em materiais como poliéster e para-aramida. Além disso, carregam diferenciações para cada atividade, suprindo todas as suas necessidades.

Para encontrar todos os equipamentos para altura, acesse http://www.amegaloja.com.br/epis/seguranca-trabalho-altura e confira!

Deixe uma resposta