Guia de discos abrasivos: tudo o que você precisa saber!

0
314

Os discos abrasivos estão presentes em praticamente todos os setores trabalhistas. São itens de extrema importância que variam de acordo com as aplicações, dimensões, quantidade de trabalho e outros fatores. 

Esmerilhadeira para o processo de soldagem utilizado discos abrasivos.
Utilizando esmerilhadeira para realização do processo de soldagem.

Conhecer os discos é uma atividade fundamental para quem deseja obter resultados satisfatórios durante as operações de corte e/ou desbaste, além de evitar a perda desnecessária de materiais.

Para que você possa entender melhor sobre esse setor de abrasivos, separamos algumas das principais dúvidas relacionadas aos discos. 

Abaixo responderemos as seguintes perguntas:

  1. Do que são constituídos os discos abrasivos?
  2. Como escolher um disco abrasivo?
  3. Quais são os ângulos de trabalho corretos?
  4. O que acontece se não utilizar o disco no ângulo indicado?
  5. Um disco de corte pode ser usado para desbastar?
  6. O disco de aço atende todas as aplicações?
  7. O que são os discos para ferro fundido?

Confira o conteúdo:

Do que são constituídos os discos abrasivos?

Discos abrasivos.
Discos abrasivos.
  • Grãos abrasivos;
  • Resina fenólica ou liga vítrea;
  • Telas de reforço.

Grãos abrasivos

Um disco abrasivo é constituído por grãos abrasivos, que são como “pedras esfareladas”, da qual recebem o nome de bauxita. 

A bauxita é uma rocha formada, principalmente, por óxido de alumínio (Al2O3) e outros compostos em menores quantidades, sendo a principal fonte natural de alumínio. 

Elas sofrem um processo de choque chamado “eletrofusão”, sendo cristalizadas e em seguida, moídas. Após este processo, as pedras transformam-se em grãos abrasivos, que são os responsáveis por realizar o trabalho de corte e de desbaste dos discos. 

Resina fenólica 

O abrasivo é um material orgânico, por esse motivo, os discos utilizam resina fenólica. A resina é uma espécie de cola que agrega todos os componentes e faz com que o disco ganhe aquele aspecto rígido.

A resina fenólica é uma composição que chama bastante atenção por oferecer alto nível de força e resistência, capacidade de agir como isolante elétrico e térmico, ótimo índice de comportamento térmico, entre outras qualidades. 

Ela é, inclusive, abundantemente utilizada para a produção de produtos moldados também, como as bolas de sinuca, por exemplo.

Durante o procedimento de fabricação dos discos, é preciso acrescentar algumas cargas de enchimento que determinarão qual será a dureza do produto. 

Telas de reforço

O disco também é constituído por um conjunto de telas de reforço, um dos principais aspectos implantados nos produtos, já que são as responsáveis por estabelecer a resistência mecânica dos discos.

As telas de reforço são fabricadas em tecido de fibra de vidro de alta qualidade, impregnada com resinas fenólicas que proporcionam um reforço estrutural de altíssimo rendimento aos discos.  

Aproximadamente 95% dos discos de corte encontrados no mercado acompanham 2 telas. A tendência dos discos elaborados com apenas 1 tela, é desaparecer no mercado de produção, já que o seu índice de uso está diminuindo cada vez mais.

Como escolher um disco abrasivo? 

Para estipular qual é o melhor disco abrasivo para as suas operações, é preciso prestar atenção em 4 aspectos:

  1. Se o usuário já estiver utilizando os discos abrasivos em suas atividades, é importante identificar qual é o tipo de item que o mesmo já utilizou ou utiliza, para entender a sua preferência e o seu histórico de uso;
  2. Determinar qual é a marca de disco utilizada;
  3. Verificar quais são as especificações do disco (se é um disco para superfícies de inox, para ferro fundido, para aço, entre outras informações impostas nos rótulos do disco);
  4. Definir quais são as medidas do disco;
  5. Por fim, classificar quantas peças o usuário consumirá durante as suas aplicações.

Quais são os ângulos de trabalho corretos?

Não basta apenas adicionar o disco abrasivo a sua máquina, é preciso utilizá-los nos ângulos corretos.

Ao utilizar um disco de corte, por exemplo, é preciso mantê-lo em um ângulo de 90º em relação à peça obra. 

Já o disco de desbaste requer um ângulo de 30º a 45º em relação à peça obra. 

O que acontece se não utilizar o disco no ângulo indicado?

Manter o ângulo correto, nem sempre é fácil. Alguns usuários de operações com peças grandes, por exemplo, muitas vezes precisam alcançar locais de difícil acesso, perdendo a capacidade de sustentar a máquina no ângulo certo.

O uso dos discos em ângulos incorretos, pode provocar o travamento dos mesmos, ocasionando o afrouxamento do miolo do disco ou gerando rachaduras e até a quebra dos itens.

Além disso, não utilizar os discos nos ângulos corretos pode acarretar no corte da tela de reforço do disco ou afinando bastante o mesmo.

Por esses motivos, é sempre recomendado operar os produtos abrasivos nos ângulos indicados para que as aplicações sejam realizadas com total sucesso e perfeição.

Um disco de corte pode ser usado para desbastar?

É possível desfrutar de um disco de corte para realizar uma operação de desbaste sim, entretanto ele é capaz de realizar pequenas atividades, variando de acordo com a superfície e outros fatores.

Apesar disso, é válido entender que o recomendado é sempre utilizar o disco específico e indicado para o serviço, para evitar a perda desnecessária do material, o rompimento do disco e para esquivar-se de acidentes também.   

Lembre-se sempre: o disco de corte deve ser utilizado apenas para cortes, enquanto o disco de desbaste deve ser usado apenas para desbastar peças. 

O disco de aço atende todas as aplicações?

Os discos de aço e suas ligas englobam todas as aplicações, ou seja, são capazes de atender às necessidades das atividades nos mais diversificados tipos de superfície. 

Entretanto o que varia é a durabilidade do disco em relação a atividade executada. O disco nunca será tão efetivo quanto os discos que foram desenvolvidos especialmente para aquela superfície, como em ferro fundido, por exemplo.

Ele pode ser utilizado como um “quebra galho”, caso um disco específico não esteja disponível no momento do uso, porém, é sempre importante utilizar as peças recomendadas para a ação e a superfície.

O que são os discos para ferro fundido?

No processo de fundição, geralmente são utilizados moldes na areia, ou seja, iniciam o processo com ferro incandescente e vão enchendo os moldes. Por isso quando as peças estão finalmente prontas, elas acabam acompanhando areia.

Por esse motivo, os discos de ferro fundido foram desenvolvidos justamente para não ficar “empastelando” durante as atividades de corte ou desbaste. 

Se utilizar um disco de aço em areia, por exemplo, ele certamente iniciará a sua etapa de corte, entretanto em determinado momento, ele começará a impregnar, passando a alisar a peça e até mesmo podendo quebrar ou rachar o disco. 

É de extrema importância utilizar o disco correto durante essa operação! 

E aí, ficou alguma dúvida ainda? Envie aqui nos comentários para que possamos adicioná-la ao conteúdo!

Não esquece de passar lá na nossa loja http://bit.ly/2lbAAE5 para escolher os seus discos!

Deixe uma resposta