Conheça os chumbadores que vão facilitar o seu trabalho!

Os chumbadores são elementos de ancoragem desenvolvidos para a fixação de componentes em diversificados materiais bases: concreto, alvenaria, painéis, entre outros. A sua fixação caracteriza-se pela expansão do fixador, imposta por um encunhamento que comprime as paredes do furo, gerando forças de atrito e consequentemente a sua fixação.

A Âncora, especialista em construção civil há mais de 25 anos no mercado, é a única empresa fabricante da linha de chumbadores CBA no Brasil, sendo um dos sistemas mais utilizados no país devido ao seu excelente desempenho, praticidade, eficiência e qualidade.

Podemos dividir os chumbadores em duas categorias:

Os pré-instalados: aqueles posicionados antes da concretagem sendo somente submetidos a esforço após a concretagem e cura do concreto.
E os pós-instalados: aqueles elementos aplicados em concreto já curado ou eventualmente em alvenaria, sendo separados em dois grupos, os mecânicos e os químicos.

Chumbadores CBA com prisioneiro e com parafuso.
Chumbadores CBA com prisioneiro e com parafuso.

CHUMBADORES CBA COM PARAFUSO X CBA COM PRISIONEIRO

Os chumbadores CBA são chumbadores de expansão, controlados pelo torque e compostos por parafuso, jaqueta expansiva de ferro, cone e arruela.

Chumbador CBA com parafuso 1/2" x 4.1/2" da Ãncora.
Chumbador CBA com parafuso 1/2″ x 4.1/2″ da Ãncora.

Tanto os chumbadores CBA com parafuso quanto os CBA com prisioneiro, compartilham das mesmas características:

Desenho exclusivo
Instalação simples e sem limitação de profundidade
Guias que garantem um perfeito encaixe na jaqueta, impedindo o giro em falso
Alto desempenho em tração
Acabamento zincado branco e galvanizado a fogo.

PRINCIPAIS INSTALAÇÕES

Suas principais instalações são elétricas, hidráulicas, sistemas contra incêndio e gás, ar-condicionados e peças metálicas, como no travamento de pilares de ferro ou aço.

Chumbador CBA com prisioneiro da Âncora.
Chumbador CBA com prisioneiro da Âncora.

FUNCIONAMENTO DOS FIXADORES

Para todas as necessidades inclusas no segmento de um chumbador, existe um produto ou um sistema específico para a geração de uma ligação. Por isso, é necessário conhecer os métodos de funcionamento dos fixadores e a maneira como cada um deles atuam no material base.

Fixação por expansão

Caracteriza-se pela expansão radial do fixador, imposta por um encunhamento que comprime as paredes do furo, gerando a força do atrito e resultando em sua fixação.

Fixação por adesão

Caracterizada pela aderência da barra roscada ou vergalhão no furo do material base, sua fixação acontece através da utilização de componentes químicos. Tal fixação é recomendada para substratos maciços densos, mas também pode ser utilizado em bases leves e ocas, com o uso de camisa de injeção.

Fixação por acomodação

Baseia-se na criação de uma base de suporte: o fixador acomodando-se na parte vazada ou oca por trás da superfície do material base, criando um suporte. Processo que pode ocorrer tanto com um chumbador químico quanto com um chumbador mecânico.

Fixação por interferência

Caracteriza-se pela ação de um parafuso atarraxante no material base. Em contato com a parede do furo, seu segmento de rosca deforma o material base criando um engate mecânico disseminando a carga por toda a extensão da rosca em uma zona contínua de interferência.

Fixação por reação

Ao introduzir o fixador por meio de uma ação de impacto, o mesmo mobiliza e desloca o material maciço ao seu redor. Assim, quando a profundidade cessa, imediatamente o material maciço tende a voltar ao estado inicial comprimindo o fixador.

Chumbador CBA com prisioneiro 1/2" x 75 mm Âncora.
Chumbador CBA com prisioneiro 1/2″ x 75 mm Âncora.

AMBIENTE

Os fatores ambientais também influenciam diretamente na escolha do chumbador, dimensionando o sistema de fixação. Desta forma, é preciso conhecer as implicações e particularidades do sistema. Fatores como temperatura e umidade devem ser avaliados antes de qualquer fixação:

Temperatura

A temperatura influência durante a realização da fixação. Temperaturas elevadas ou reduzidas interferem no tempo de cura, desempenho do produto e tempo de trabalho. Ancoragens mecânicas só sofrem influência em relação a temperaturas extremas.

Umidade

Em regiões onde a concentração de umidade é muito elevada, a incidência de danos a superfície do fixador é grande. Em casos como esse, é recomendado o uso de chumbadores com revestimentos superficiais próprios para suportar esses efeitos ou mesmo utilizar materiais que sejam inoxidáveis.

*Leia o manual de instruções e veja o modo de aplica-los antes de utilizá-los.

Agora que você já conheceu os Chumbadores CBA, que tal visitá-los em nosso site? 

Acesse http://www.amegaloja.com.br/catalogsearch/result/?q=chumbadores+cba e confira nossos preços!

Deixe uma resposta