Piscina residencial: saiba como cuidar da sua de maneira fácil!

Se o seu objetivo é aprender a realizar o tratamento da sua piscina residencial, você chegou ao lugar certo!

É super importante realizar a limpeza periódica da água da sua piscina! Se ela não for tratada suficientemente, pode anular muitos benefícios dessa atividade tão bacana e ainda pode acarretar algumas infecções e bactérias que podem ser transmitidas diretamente pela água contaminada.

Piscina residencial com água cristalina.
Piscina residencial.

A Genco é uma marca que preocupa-se muito com esse processo. Por isso desde 1973, ela desenvolve soluções eficientes e práticas para o tratamento de águas de piscinas em geral, desde as residenciais até as coletivas, como os cloros genco, por exemplo.

Leia o conteúdo abaixo e saiba como cuidar da água da sua piscina:

Calcule o volume da sua piscina!

Antes de mais nada, é preciso calcular o volume da piscina para que você possa adquirir os produtos na quantidade correta.

Piscinas retangulares e quadradas

Se você possui uma piscina retangular e quadrada, por exemplo, basta realizar a seguinte conta (em metros): comprimento X largura X profundidade média. O resultado implicará no volume de água da piscina em metros cúbicos.

Piscinas redondas e ovais

Para calcular o volume das piscinas redondas e ovais, é um pouco diferente. É preciso efetuar a seguinte conta (em metros): diâmetro X diâmetro X profundidade média X 0,785. O resultado mostrará o volume da água da piscina em metros cúbicos.

Confira a imagem abaixo:

Indicações de como calcular o volume da piscina residencial.
Saiba como calcular o volume da piscina da sua casa!

Defina quais são os seus objetivos de tratamento da sua piscina!

Determine qual é o tipo de limpeza que você quer realizar na sua piscina! Você quer obter água limpa, água balanceada e/ou água saudável?

Água limpa

A água limpa é aquela que está livre de impurezas/sujeiras visíveis e é obtida através da limpeza física com os processos de: escovação, peneiração, aspiração e limpeza dos cestos pré-filtros.

Água balanceada

Já a água balanceada, por sua vez, é aquela que não produz irritação nos olhos e nas mucosas dos banhistas, além disso ela também não corrói equipamentos, como cimento ou argamassa, por exemplo, sem contar que esse processo também não deposita incrustações.

Para que a água da sua piscina fique balanceada, é preciso manter os parâmetros corretos destes três aspectos: o pH, a alcalinidade total e a dureza cálcica.

O pH é o fator que indica de maneira simples e objetiva se a água está ácida. Se ela estiver, o pH será inferior a 7, caso esteja neutra o seu pH estará igual a 7 e caso esteja básico, o pH será superior a 7.

Quando o pH estiver abaixo de 7.2, a água provocará irritação nos olhos dos banhistas e provocando ainda, a corrosão de equipamentos. Já se ele estiver acima de 7.8, ele reduzirá a eficácia da desinfecção da água, também promovendo a irritação nos olhos, entretanto gerando incrustações tanto dos equipamentos quanto das superfícies submersas.

Clorador flutuante em piscina com água cristalina.
Água cristalina com clorador flutuante para cloro em tablete.

A faixa de segurança ideal para manter a água da piscina balanceada, é manter o pH entre 7.4 e 7.6 para proporcionar o conforto dos banhistas e auxiliando em uma desinfecção mais eficiente e protegendo os demais equipamentos.

Agora chegou a hora de entender sobre a faixa ideal da alcalinidade. Estando superior a 120 ppm (partes por milhão – é uma unidade de medida, utilizada com o intuito de determinar a quantidade de produtos químicos contidos na água), o pH será resistente a correção e até mesmo a incrustações nos equipamentos e em paredes submersas.  

Quando a faixa da alcalinidade estiver de 80 a 120 ppm, evitará oscilações bruscas do pH e ainda impedirá  o consumo de produtos químicos. Se ela estiver inferior a 80 ppm, a oscilação do pH acontecerá com frequência através da adição de produtos químicos e da reposição de água também.

Agora pensando em solucionar o problema de  dureza cálcica da água da piscina, é preciso substituir parte da água da mesma por água nova.

Água saudável

Uma água saudável é aquela que está livre de microrganismos causadores ou não de doenças. Além disso também não possuem contaminantes, nem substâncias orgânicas que possam servir de alimento para esses microrganismos.

A água saudável utiliza os processos de desinfecção e manutenção auxiliar. A desinfecção é importante para matar os microrganismos em geral que podem ser os grandes causadores de doenças. Oxidar também é essencial para queimar os restos de microrganismos mortos e outros tipos de contaminantes.

Cuidados que deverão ser tomados ao realizar o processo de tratamento da piscina:

Ao iniciar a limpeza da sua piscina, é preciso prestar atenção em alguns aspectos que farão toda a diferença para a sua saúde também.

Antes de qualquer coisa, em hipótese alguma misture produtos químicos diferentes, mesmo que sejam do mesmo fabricante e mesmo que possuam os mesmos materiais e especificações!

Borda da piscina indicando que é necessário realizar a limpeza dela também.
As bordas das piscinas também precisam de tratamento especial.

Essa mistura imprópria, principalmente em materiais concentrados, podem ser incompatíveis, produzindo gases tóxicos, fogo e até mesmo explosões.

Outro aspecto importante, é cuidar não somente da água, mas também do redor da piscina. Lembre-se também de utilizar um limpa bordas para eliminar as manchas e incrustações da sua piscina.

Elabore um cronograma de tratamento para a sua piscina!

Ao iniciar o tratamento, desenvolva um cronograma para facilitar ainda mais este processo, como por exemplo:

  1. Primeira etapa: certificar-se de que todos os equipamentos estão devidamente funcionando;
  2. Segunda etapa: analisar e corrigir (caso seja necessário) a alcalinidade total para a faixa ideal entre 80 e 120 ppm, de acordo com o cloro que será utilizado;
  3. Terceira etapa: analisar e corrigir (caso seja necessário) o pH para a faixa ideal entre 7,4 e 7,6.
  4. Quarta etapa: iniciar a cloração com a aplicação do tipo de cloro escolhido, prestando sempre atenção nas instruções de uso e na frequência necessária para que a água seja mantida sempre entre residual de 2 a 4 ppm de cloro livre;
  5. Quinta etapa: fazer a oxidação da água com os produtos escolhidos;
  6. Sexta etapa: caso haja necessidade, corrigir a dureza cálcica para a faixa ideal entre 200 e 400 ppm (válido apenas para o cloro utilizado).

Encontre os melhores produtos para piscina!

Não adianta entender todo o processo de limpeza das piscinas, se você não adquirir os produtos corretos. Conheça abaixo os principais itens utilizados para efetuar a limpeza perfeita:

Cloros

Os cloros são os produtos mais conhecidos neste processo. Eles estão disponíveis em granulado e estabilizado, porém ambos desempenham a mesma função: desinfetar a água da piscina.

Clarificantes

Os clarificantes são utilizados para clarificar a água da piscina, aumentando o rendimento do filtro e reduzindo o tempo de filtração da água.

Algicidas

Os algicidas são os itens que previnem e eliminam o desenvolvimento e a presença de algas, causadoras da água verde e turva.

Análises

Nesta categoria estão os estojos de testes, os responsáveis por medir o pH da água, a dureza cálcica, o cloro livre e a alcalinidade da piscina.

Algicidas, cloros e outros itens para o tratamento de piscinas desenvolvidos pela Genco.
Produtos para tratamento de piscina da Genco.

Agora que você já sabe como tratar a sua piscina, que tal adquirir os melhores produtos? Acesse http://bit.ly/2P5vXpW e compre já!

Beatriz Approbato

Oi! Meu nome é Beatriz Approbato, sou jornalista e redatora, apaixonada por comunicação, por marketing e por fotografia. Adoro escrever sobre ferramentas e me sinto cada vez mais empoderada ao utilizá-las no dia a dia. Também comando as Redes Sociais da A Mega Loja! :)

Deixe uma resposta