4 dúvidas frequentes sobre o processo de soldagem MIG/MAG!

Erros podem estar presentes em qualquer tipo de processo de soldagem! Entretanto, quanto mais rápido os problemas forem identificados, mais fácil será possível resolvê-los. Para isso, é preciso esclarecer os motivos e obter todas as orientações para possíveis soluções, eliminando os defeitos para sempre e apresentando toda a qualidade exigida pelo processo.

Por esse motivo, listamos 4 dúvidas frequentes sobre defeitos que podem ocorrer no processo de soldagem MIG/MAG, confira:

1- COMO DIMINUIR A DIFICULDADE DE ABERTURA DO ARCO ELÉTRICO?

As interrupções ou variações de energia no arco elétrico podem ser resultado da polaridade incorreta, chapa suja, enferrujada ou pintada, por conexões frouxas do cabo de soldagem ou do cabo terra, pelo gás de proteção insuficiente ou bico de contato sujo ou muito gasto, impedindo com que a corrente seja transfira adequadamente ao arame.

Para solucionar tal problema, é preciso verificar a polaridade e utilizá-la positivamente no eletrodo, melhorar o aterramento, limpar as superfícies a serem soldadas, utilizar a lixadeira ou escova de aço para remover ferrugens, limpar ou substituir o bico de contato, além de verificar as válvulas e observar se existe algum tipo de vazamento de gás.

2 – COMO RESOLVER A ALIMENTAÇÃO IRREGULAR DO ARAME?

As interrupções ou variações na velocidade do arame de solda podem ser causadas pela velocidade de alimentação do arame muito baixa, pela abertura do arco elétrico no bico de contato, polaridade incorreta, quando o bico de contato está sujo ou muito gasto, pelo superaquecimento da tocha, pela pressão dos roletes de arraste insuficiente: quando o arame desliza e não alimenta a pistola ou pela pressão de arraste excessiva, que deforma o arame, arrancando a camada de cobre e entupindo o bico de contato. 

Para solucionar o problema, você possui algumas opções: aumente, reduza ou acerte a pressão dos roletes de arrasta, limpe os roletes e o alimentador e arame, verifique a polaridade, use uma tocha que aceite maior índice de corrente de soldagem ou tocha refrigerada a água e limpe ou substitua o conduíte flexível. 

3 – O QUE PROVOCA O AQUECIMENTO EXCESSIVO DO CABO DE SOLDA?

A sobrecarga elétrica nos condutores ou terminais provocada por mal contato ou mal dimensionamento, pode ser provocada por conexões frouxas do cabo de soldagem, por cabos muito longos, por utilizar a tensão diferente da indicada ou por realizar trabalhos extremamente intensos e “pesados”. 

Para que esse defeito seja evitado, é importante verificar e apertar as conexões dos cabos, utilizar sistema de refrigeração por água, acertar as ligações de acordo com o esquema da fonte de energia ou substituir por outra de bitola mair ou, se possível, reduzir o seu comprimento.

4 – COMO EVITAR O SOPRO MAGNÉTICO?

O desvio do arco elétrico provocado pela interferência de um campo magnético externo pode acontecer quando o arco instável muda de direção sem causa aparente, quando a solda é efetuada na direção do cabo terra ou quando a bancada ou a peça estão magnetizadas. 

Para solucionar esse problema, mude a posição do cabo terra e prenda-o diretamente na peça de trabalho, execute a soldagem afastando-se do cabo terra e/ou substitua a bancada e verifique periodicamente se não está ocorrendo a magnetização das peças.

*Todas as informações foram retiradas das apostilas técnicas da Balmer.

Tem alguma dúvida que não esteja aqui? Conta para gente nos comentários!
Para conferir todos os produtos utilizados nos processos, acesse: http://www.amegaloja.com.br/solda-corte-e-acessorios

Deixe uma resposta